Saúde e bem-estar

Fique ligado: Como se prevenir da gripe e da febre amarela

O Brasil está enfrentando um surto de febre amarela, mas com a chegada das estações mais frias não podemos esquecer da gripe, que levou pessoas ao óbito no ano passado. Dados divulgados pelo Ministério da Saúde registraram mais de 2,2 mil óbitos causados pelo vírus influenza no ano de 2016. Para esse ano, o governo antecipou a campanha de vacinação contra a gripe, que teve início dia 17 de abril, e as clínicas de vacinação privadas também já receberam os primeiros lotes das vacinas.

Sendo assim, é importante esclarecer para a população a possibilidade de imunização concomitante, ou em datas próximas, com as vacinas de Gripe (inativada) e Febre Amarela (atenuada):

1. Atualmente não existem estudos que avaliaram especificamente a possível interferência na resposta imune entre as vacinas de Febre Amarela e Gripe (Influenza);

2. Não existem evidências de que a administração concomitante da vacina de Febre Amarela com vacinas inativadas produza interferências nas respostas imunes e na segurança das vacinas, sendo elas aplicadas simultaneamente ou com qualquer intervalo e/ou ordem entre as administrações;

3. Estudos clínicos limitados demonstraram que a resposta imunológica gerada pela vacina de Febre Amarela não é inibida pela administração de outras vacinas simultaneamente ou com intervalos de 1 dia a 1 mês;

Sendo assim, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e outras entidades de saúde não exigem um período mínimo de intervalo entre as doses e não contraindicam a administração de vacinas inativadas simultaneamente ou em qualquer momento antes ou após a vacinação contra Febre Amarela.

Sobre a Gripe

A gripe (influenza) é uma infecção viral respiratória aguda e altamente contagiosa, sendo mais grave do que um resfriado comum. A gripe é causada, principalmente, por 4 cepas do vírus influenza, o A H1N1, A H3N2, B Victoria e B Yamagata.

O número total de casos confirmados em 2016 para Síndrome Respiratória Aguda Grave alcançou 12.174, conforme dados do Ministério da Saúde. As complicações causadas pelo vírus influenza levaram à óbito 2.220 pacientes.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a vacinação é a forma de prevenção mais efetiva contra a gripe.  Outras formas de prevenção também incluem: lavar aos mãos e bons hábitos de higiene, como cobrir a boca ao espirrar.

É válido ressaltar a importância da vacinação na idade adulta. A faixa etária com maior proporção de casos e óbitos causados pelo vírus A H1N1 em 2016, no estado de São Paulo, foi de 25 a 59 anos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s